Seu Browser esta com problemas de leitura de javascript!
imagem de background
imagem de background

Resolução nº 5803
Clique para voltarClique para imprimir esta página Clique para imprimir esta página

Revoga  a Resolução nº 4358 de 15/07/2014

Resolução nº 5803, de 10 de abril de 2018

 

Publica novas tarifas para arbitrar o conflito existente entre a CONCESSIONÁRIA TRANSNORDESTINA LOGÍSTICA S/A - TLSA, CNPJ nº 02.281.836/0001-37 e o usuário MT4 PARTICIPAÇÕES E EMPREENDIMENTOS S/A

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT, no uso de suas atribuições legais e regulamentares, com fulcro na Lei nº 10.233, de 2001, art. 20, II, “b”, e art. 24, II; no Decreto nº 4.130, de 2002, Anexo I, art. 2º, “b” e “c”, art. 3º, II, XXVIII e XXX; e na Resolução ANTT nº 3.000, de 2009, Anexo, art. 109, II; fundamentada no Voto DSL - 196, de 26 de outubro de 2016, e no que consta do Processo nº 50500.173999/2013-75, RESOLVE:

Art. 1º Publicar novas tarifas para arbitrar o conflito exist ente entre a CONCESSIONÁRIA TRANSNORDESTINA LOGÍSTICA S/A - TLSA, CNPJ nº 02.281.836/0001-37 e o usuário MT4 PARTICIPAÇÕES E EMPREENDIMENTOS S/A, CNPJ nº 09.303.359/0001-02, no que tange à definição do valor da tarifa para o transporte ferroviário de cargas do produto minério de ferro no trecho ferroviário entre o município de Paulistana - PI e o Porto de Suape,no estado de Pernambuco, no âmbito do Projeto Planalto Piauí.

Art. 2º O usuário possui o direito de ter seu fluxo de transporte atendido em umas das condições:

I - Operador Ferroviário Independente - OFI: caso em que poderá ser autorizado pela ANTT a realizar ou prestar o serviço de transporte ferroviário de cargas não associado à exploração de infraestrutura ferroviária, para si ou terceiros, nos termos da Resolução ANTT nº 4.348, de 2014; ou

II - Contratante de Serviço Exclusivo: caso em que poderá celebrar Contrato de Prestação de Serviço Exclusivo de Transporte Ferroviário de Cargas com a concessionária, que deve contemplar, necessariamente, as atividades de licenciamento, condução e abastecimento, nos termos do Capítulo II da Resolução ANTT nº 3.694, de 2011; ou

III - Contratante de Serviço de Transporte: caso em que poderá celebrar Contrato de Prestação de Serviço de Transporte Ferroviário de Cargas com a concessionária, nos termos do Título III da Resolução ANTT nº 3.694, de 2011.

Art. 3º As tarifas de transporte para cada condição prevista no art. 2º, I, serão respectivamente:

I – Por livre negociação para o estabelecimento da Tarifa de Disponibilidade de Capacidade Ociosa – TDCO, a ser paga pela VALEC Engenharia, Construções e Ferroviais S/A à concessionária, em função da cessão do direito de uso da capacidade ociosa, na forma do art. 55 da Resolução ANTT nº 4.348, de 2014;

II – Por livre negociação para estabelecimento da Tarifa de Capacidade de Tráfego – TCT, a ser paga pelo OFI à VALEC Engenharia, Construções e Ferroviais S/A, em função da cessão do direito de uso da capacidade de tráfego, na forma do art. 56 da Resolução ANTTnº 4.348, de 2014; e

III – R$ 1,07 (um real e sete centavos) por mil toneladas quilômetros brutas (1000.TKB) para a Tarifa de Fruição - TF, a ser pago pelo OFI à concessionária, em função da utilização da infraestrutura ferroviária, na forma do art. 57 da Resolução ANTT nº 4.348, de 2014.

Art. 4º O valor da tarifa de transporte arbitrado pela ANTT é de:

I - Na hipótese prevista no art. 2º, II desta Resolução:

a) R$ 27,54 (vinte e sete reais e cinquenta e quatro centavos) por tonelada útil, caso a manutenção do material rodante seja por conta e risco do usuário; ou

b) R$ 30,66 (trinta reais e sessenta e seis centavos) por tonelada útil, caso a manutenção do material rodante seja por conta da concessionária.

II - Na hipótese prevista no art. 2º, III desta Resolução, é R$ 33,44 (trinta e três reais e quarenta e quatro centavos) por tonelada útil.

§ 1º Os valores constantes no inciso I deste artigo pressupõem a aquisição de material rodante pelo usuário.

§ 2º O valor constante no inciso II deste artigo pressupõe a aquisição de material rodante pela concessionária.

Art. 5º O reajustamento da tarifa a ser aplicada será anual, seguindo as mesmas bases e regras legais e contratuais aplicáveis à tabela tarifária da concessionária.

§ 1º Na condição prevista no art. 2º, I, o reajuste seguirá as regras previstas na Resolução ANTT nº 4.348, de 2014.

§ 2º Todos os valores de tarifa constantes desta Resolução estão referenciados à data-base de julho de 2013.

Art. 6º Revogar a Resolução nº 4.358 de 2014.

Art. 7º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

 


MARIO RODRIGUES JUNIOR
Diretor-Geral
 

Publicado no DOU em: 12/04/2018


imagem de background
imagem de background
imagem de background
Copyright © 2013 ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres

TOPO