Nova Dutra

Empresas Controladoras: Grupo CCR

Trecho Objeto da Concessão: BR-116/RJ/SP, trecho Rio de Janeiro - São Paulo

Extensão do Trecho Concedido: 402 Km

Data da Assinatura: 31/10/1995

Início da Concessão: 01/03/1996

Prazo da Concessão: 25 anos

Início da Cobrança de Pedágio: 01/08/1996

Compromissos assumidos: Contrato

Data de reajuste anual da tarifa de pedágio: 01/ago

Localização das Praças de Pedágio

Praça de pedágio

KM

Município

Rodovia

UF

P01

207,1

Viúva Graça

BR116

RJ

P02

318,9

Itatiaia

BR116

RJ

P03

88,7

Moreira César

BR116

SP

P04A

184,4

Guararema

BR116

SP

P04B

165

Jacareí

BR116

SP

P04C

204,7

Arujá

BR116

SP

Tarifas de pedágio

Praças de Moreira César, Itatiaia e Viúva Graça 

 

Categoria de Veículo 

Tipo de Veículo 

Número de Eixos 

Rodagem 

Multiplicador da Tarifa 

Valores a serem Praticados 

Automóvel, caminhonete e furgão 

Simples 

1,00 

14,20 

Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão 

Dupla 

2,00 

28,40 

Automóvel e caminhonete com semi-reboque 

Simples 

1,50 

21,30 

Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semi-reboque e ônibus 

Dupla 

3,00 

42,60 

Automóvel e caminhonete com reboque 

Simples 

2,00 

28,40 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

4,00 

56,80 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

5,00 

71,00 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

6,00 

85,20 

Motocicletas, motonetas e bicicletas motorizadas 

Simples 

0,50 

7,10 

 

Praças de Arujá, Guararema Norte e Guararema Sul 

 

Categoria de Veículo 

Tipo de Veículo 

Número de Eixos 

Rodagem 

Multiplicador da Tarifa 

Valores a serem Praticados 

Automóvel, caminhonete e furgão 

Simples 

1,00 

3,50 

Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão 

Dupla 

2,00 

7,00 

Automóvel e caminhonete com semi-reboque 

Simples 

1,50 

5,25 

Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semi-reboque e ônibus 

Dupla 

3,00 

10,50 

Automóvel e caminhonete com reboque 

Simples 

2,00 

7,00 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

4,00 

14,00 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

5,00 

17,50 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

6,00 

21,00 

Motocicletas, motonetas e bicicletas motorizadas 

Simples 

0,50 

1,75 

 

Praça de Jacareí 

 

Categoria de Veículo 

Tipo de Veículo 

Número de Eixos 

Rodagem 

Multiplicador da Tarifa 

Valores a serem Praticados 

Automóvel, caminhonete e furgão 

Simples 

1,00 

6,20 

Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão 

Dupla 

2,00 

12,40 

Automóvel e caminhonete com semi-reboque 

Simples 

1,50 

9,30 

Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semi-reboque e ônibus 

Dupla 

3,00 

18,60 

Automóvel e caminhonete com reboque 

Simples 

2,00 

12,40 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

4,00 

24,80 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

5,00 

31,00 

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque 

Dupla 

6,00 

37,20 

Motocicletas, motonetas e bicicletas motorizadas 

Simples 

0,50 

3,10 

 

 

Revisões e reajustes

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2018

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2017

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2016

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2013

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2011

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2009

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2008

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2007

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2006

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2005

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2004

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2003

Revisão e Reajuste da Tarifa de Pedágio - 2002

Documentos de Gestão

Anexos do Contrato

Processo de Licitação

Planejamento Anual

Relatórios

Relatórios

Estudo do Comportamento Mecânico e de Redução de Emissões de Misturas Asfálticas Mornas
Estudo do comportamento mecânico de solos estabilizados com cal hidratada
Estudos para incorporação de conceitos de sustentabilidade em passarelas ao longo da rodovia Presidente Dutra
Implantação de pontos com novo sistema automático de arrecadação para testes (1ª etapa)
RELATÓRIO FINAL - FADIGA
Estudo da Influência do Teor de Cimento Portland, da Energia de Compactação e da Umidade no Comportamento Mecânico da Brita Graduada Tratada com Cimento (BGTC) para duas gêneses de agregados
Estudo da Influência do Teor de Cimento Portland, da Energia de Compactação e da Umidade no Comportamento Mecânico da Brita Graduada Tratada com Cimento (BGTC) para duas gêneses de agregados - anexos
Capacitação da equipe técnica para realizar avaliação de materiais e misturas asfálticas, empregando os ensaios do Superpave
Utilização, nas condições da rodovia Presidente Dutra, do novo método de dimensionamento mecanístico-empírico de pavimentos – MEPDG
Recebimento, acompanhamento de montagem, calibração e aprendizado da operação de equipamentos que atendem especificação Superpave
Proposição de um método de dimensionamento de camadas de reforço de pavimento de alto desempenho a partir de estudos de misturas asfálticas de elevado módulo.
Mistura asfálticas para revestimento de pavimentos produzidas com baixa energia e redução de temperatura, para diminuição de consumo energético e de emissão de poluentes
Avaliação da resistência dos concretos moldados em ambientes com vibrações mecânicas induzidas por tráfego de veículos
Avaliação da pesagem de veículos em movimento com cargas líquidas
Estudo da sensibilidade do teor e do tipo de ligante em misturas asfálticas na formação de trilhas de roda
Estudo comparativo do comportamento de fadiga de misturas betuminosas com diferentes teores de asfalto
Critério de otimização de projetos de ponte a partir de espectros de acelerações induzidas por veículos nos tabuleiros
Estudo de Desempenho de Pavimento com Distintos Ligantes Asfálticos - Relatório Síntese
Estudo de Desempenho de Pavimento com Distintos Ligantes Asfálticos – Tomo I
Estudo de Desempenho de Pavimento com Distintos Ligantes Asfálticos - Tomo II
Relatório dos Ensaios para Avaliação dos Concretos Moldados em Ambientes com Vibrações Mecânicas Induzidas por Tráfegos de Veículos
Revestimentos asfálticos sustentáveis: Estudo do comportamento mecânico e de redução de emissões de misturas asfálticas mornas
MATERIAIS DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL: AVALIAÇÃO COMPARATIVA DE DESEMPENHO
Caracterização reológica de ligantes asfálticos com vistas à seleção de materiais e ao controle de qualidade
Reciclagem de Pavimentos com Adição de Cimento Portland
Modelo de Serviço de Telemedicina para atendimento emergencial em rodovia baseado em centro de apoio referenciado para encaminhamento
Asfalto Borracha: Revisão bibliográfica, avaliação reológica do ligante asfáltico e determinação dos parâmetros mecânicos das misturas asfálticas
Treinamento e Capacitação Técnica em Pavimentação
Anexo - Módulo I
Anexo - Módulo II
Anexo - Módulo III
Anexo - Módulo IV
Determinação do módulo de resiliência, módulo dinâmico e flow number de misturas asfálticas com diversos ligantes asfálticos e faixas granulométricas
Determinação do módulo de resiliência, módulo dinâmico e flow number de misturas asfálticas com diversos ligantes asfálticos e faixas granulométricas

Acompanhamento das principais obras

Relatórios sociais e educacionais

Arquivo para download

Os Relatórios Sociais e Educacionais são periodicamente apresentados à ANTT visando o acompanhamento das ações sociais e educacionais adotadas pela concessionária.

Esses relatórios são disciplinados pela Portaria SUINF nº 283/2017, de 22 de novembro de 2017, sendo publicados após a verificação de atendimento ao Termo de Referência constante na referida Portaria.

Segue abaixo os relatórios da Concessão que atenderam à Portaria nº 283/2017.

PROFAS – Programa de Rodovias Federais Ambientalmente Sustentáveis

Arquivos para download

O PROFAS é o Programa de Rodovias Federais Ambientalmente Sustentáveis, instituido pelo Governo Federal, com o objetivo de regularizar ambientalmente as rodovias federais pavimentadas que não possuíam licença ambiental na fase de operação. 

Atualmente, 15 concessões possuem a Licença de Operação – LO e 6 concessões estão com o processo de regularização ambiental em andamento junto ao órgão ambiental federal.