Manuais das Ferrovias

Manual de Inspeção do Transporte Ferroviário

 

Este Manual objetiva estabelecer critérios e procedimentos para as inspeções relativas à fiscalização do transporte ferroviário realizado sob a responsabilidade das concessionárias desse serviço público, tanto em aspectos relacionados à exploração da infraestrutura como em questões afetas à própria prestação desses serviços.

Arquivos

Manual de Contabilidade

Manual de Contabilidade aplicado às Concessionárias Ferroviárias

O Manual de Contabilidade do Serviço Público de Transporte Ferroviário de Cargas e Passageiros, utilizado como padrão de contabilização por todas as Concessionárias Ferroviárias reguladas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, foi instituído pela Resolução ANTT nº 1773, de 20 de dezembro de 2006, e teve sua primeira revisão aprovada pela Resolução ANTT nº 2507, de 19 de dezembro de 2007, a segunda revisão instituída pela Resolução ANTT nº 3847, de 20 de junho de 2012 e a 3ª Edição, aprovada pela Resolução nº 5.402, de 09 de agosto de 2017, para vigorar a partir de 1º de janeiro de 2018, e teve sua primeira revisão aprovada pela Portaria nº 142, de 29 de novembro de 2018, da Superintendência de Infraestrutura e Serviços de Transporte Ferroviário de Cargas, a qual entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2019.

Arquivos

Versões anteriores

Manual de Acompanhamento da Implantação de Projetos de Infraestrutura Ferroviária

Manual instituído pela Deliberação ANTT n° 436, de 29 de novembro de 2017

Este manual apresenta os procedimentos a serem observados no âmbito do acompanhamento de projetos de infraestrutura ferroviária

Manual de Fiscalização

Esta é a 9ª Edição do Manual de Fiscalização aprovado pela Diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, por meio da Portaria SUFER nº 155/20, de 10 de agosto de 2020.

Este manual é documento de consumo interno, e a presente Edição tem por objetivo geral atualizar e aprimorar as técnicas e procedimentos contidos na 8ª Edição, para permitir a condução dos trabalhos de competência da Superintendência de forma mais eficiente, com a racionalização das ações, e atendendo aos dispositivos legais vigentes, sem perder de vista a utilização do Manual como um guia de orientação à execução dessas atividades. 

Arquivos